Na defesa oral junto ao Supremo Tribunal Federal, me limitei à simplicidade, abrindo mão de princípios jurídicos, falando com o coração e abordando apenas a legislação citada no processo e ressaltando os artigos.Nenhum autoriza a morte.
No final, fiz questão de dizer ao STF que protetoras, protetores e ativistas existem.
O vídeo da Defesa Oral está no meu canal do YouTube. O atalho para o canal está aqui no alto do site, à direita.
No momento em que o Supremo entende por UNANIMIDADE que não se pode matar, resgatar e abater nenhum animal oriundo de maus tratos, e que afinal eles sofrem, emite tacitamente um atestado de senciência.
Deste momento em diante, viramos uma página horrível e absurda em que inocentes, sofriam, eram resgatados e após, mortos!
Entenderam porque chamei de “O Julgamento da Década”?
. Mais detalhes na Playlist IMPRENSA. São várias matérias sobre a questão.