ÉGUA FLOR: MORTE DE MÃE E FILHO
Estamos na luta para impedir a execução da Égua Flor e de seu futuro filho, em Nova Friburgo/RJ.
A égua foi diagnostificada com Anemia Infecciosa Equina (AIE) e estão querendo matá-la com o potro em seu ventre. Um absurdo! Em um primeiro momento queremos o adiamento do sacrifício até o nascimento do potro, que ocorrerá em dezembro, pois a transmissão placentária não é comprovada.
O Protocolo do Ministério da Agricultura determina o sacrifício. No entanto, no Pantanal, o criador não é obrigado a sacrificar os animais com a mesma doença.
Você teria coragem de matar este ser e seu bebê que nem nasceu ainda?
❤️Toda Vida Importa.
💚Proteção ao Meio Ambiente.
💙888 Harmonia com o Universo.
#nãomateaflor