Criado há dez anos, o Projeto Cavalos-Marinhos do Rio de Janeiro monitora os animais presentes na Ilha Grande, na Praia João Fernandes, em Búzios, e na Praia da Urca, no município do Rio.
Estes animais vivem, em média, quatro anos. Eles não têm predador específico, devido aos anéis ósseos que possuem no corpo, o que os torna ‘impalatáveis’. Apesar da aparente vida tranquila, estão ameaçados de extinção e correm o risco de desaparecer da costa brasileira.
Os motivos vão desde a pesca irregular até a crença de que podem curar doenças. Há pessoas que os pescam para colocar em aquários, pois eles são coloridos. Já os caiçaras acreditam que curam asma, conta a colega e coordenadora do projeto, a bióloga Natalie Freret.
Outra causa do desaparecimento é a destruição da região costeira para a construção imobiliária, diminuindo possíveis lares dos cavalos-marinhos.
O Bicharia é a primeira plataforma brasileira de crowdfunding focada em auxiliar no financiamento de projetos que envolvam animais carentes.
Iremos ajudar no que for possível. Estaremos juntos.