Por conta do Plebiscito que acontecerá no próximo dia 7 de outubro, em que os eleitores petropolitanos decidirão o destino da tração animal na cidade, movimentos acontecem no município de Petrópolis e avançam para terminar com as chamadas “Vitórias”, as charretes tradicionais na cidade, mas que provocam dor, lesões e desconforto nos cavalos da região.

Neste final de semana, o Presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB-RJ, Reynaldo Velloso, assinou um Termo de Parceria com a diretora da ONG Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, Elisabeth MacGregor, no qual estão estabelecidas as responsabilidades nos resgates dos equinos oriundos da tração animal.

Pelo documento assinado no Centro da Cidade, a ONG se propõe a receber todos os animais em seu Santuário e cuidar deles para que tenham uma vida digna, com acompanhamento veterinário e boa alimentação.

A Comissão da OAB-RJ fará o acompanhamento técnico e jurídico e promoverá o relacionamento institucional para o que o projeto obtenha êxito.

Até a próxima semana, o Presidente da CPDA/OAB espera ser recebido pelo prefeito da cidade, Bernardo Rossi. Velloso quer conversar com o alcaide sobre a empregabilidade dos condutores de charretes, caso o Plebiscito determine o fim destes transportes.

“A substituição das charretes com cavalos por charretes elétricas ou outro tipo de veículo será uma boa oportunidade para o turismo. Os animais apenas circulam pelo centro histórico. Outros veículos podem ter uma rota maior, até os hotéis mais distantes e outras localidades da cidade, proporcionando opções diferenciadas de pacotes. Os atuais condutores poderiam ter seu emprego garantido nestas situações, pois já realizam o turismo receptivo”, finalizou Velloso.

Fonte: Portal Jus Brasil Notícias  –  24/9/2018.

Disponível em: https://faunacomunicacao.jusbrasil.com.br/noticias/629164013/cavalos-de-petropolis-ja-podem-descansar-em-santuario-quando-martirio-acabar