Os circos estão insatisfeitos com a lei que restringe a presença de animais, cinco anos depois de estar em vigor. Segundo uma portaria publicada em Outubro de 2009, a lei proíbe a aquisição de novos animais e a reprodução dos que já existem nos circos. Por esta lógica, apenas vai haver determinados animais nos circos enquanto os atuais forem vivos .O prazo de transição para destinar os animais hoje em circos, a santuários e/ou zoológicos apropriados foi fixado em 8 anos.
Finalmente uma boa notícia para estes seres indefesos.

Disponível em: http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=25&did=172816

 

Em dez/2014.