Na manhã desta quarta-feira, 1º/08, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro (CRMV-RJ) participou do debate sobre mutirão de castração e legislação, promovido pela Comissão de Proteção e Defesa dos Animais (CPDA), da OAB/RJ, e mediada pelo presidente da CPDA, Reynaldo Velloso.

Representaram o CRMV-RJ os médicos veterinários e presidentes das comissões do Conselho Regional, Diogo Alves da Conceição, Comissão Estadual de Políticas de Controle Populacional Animal e Zoonoses; Mariângela Almeida, Comissão Estadual de Médicos Veterinários de ONGs; e Fabíola Agostini, Comissão Estadual de Medicina Veterinária Legal.

“A castração de animais está acontecendo, isso não tem mais volta. O que nós, CRMV-RJ e médicos veterinários, queremos é que seja feita, sobretudo, de forma técnica e ética”, ponderou a presidente da Comissão Estadual de Médicos Veterinários de ONGs do CRMV-RJ, Mariângela Almeida.

Para o presidente da Comissão Estadual de Políticas de Controle Populacional Animal e Zoonoses, Diogo Alves da Conceição, é importante que os mutirões de castração sigam fielmente o que a Resolução CFMV nº 962/2010 preconiza. “Nós, do CRMV-RJ não queremos impedir a realização de nenhum programa de castração. Queremos apenas que seja feito de forma correta, levando em consideração a sanidade e o bem-estar dos animais.” O médico veterinário defendeu, ainda, que nunca o número de eventos deve ser prioridade em detrimento da qualidade dos procedimentos.

O presidente da CPDA, Reynaldo Velloso, compartilha da mesma opinião. “Critérios técnicos precisam ser observados, não se pode fazer castração só por favor. E é importante que os animais tenham um acompanhamento no pós-operatório e que a cirurgia seja feita com assepsia”.

A presidente da Comissão Estadual de Medicina Veterinária Legal, Fabíola Agostini, apresentou alguns dados sobre os mutirões de castração de animais realizados no estado do Rio de Janeiro. “Estamos observando que cidades estão aderindo a esse modelo. Isso é muito válido”, disse.

Também participaram do debate as representantes das ONGs Instituto Pata Real, Cláudia Kelab; Celebridade Vira-Lata, de São Paulo, Luli Sarraf; e a advogada e membro da CPDA, Tulasi Ahrends, que trouxe o olhar jurídico sobre os mutirões de castração animal.

O debate Mutirão de Castração e Legislação foi gravado e está disponível no canal do YouTube da OAB/RJ.

Fonte: Portal do CRMV/RJ  –  2/8/2018.

Disponível em: http://www.crmvrj.org.br/crmv-rj-participa-de-debate-sobre-mutirao-de-castracao-na-oab-rj/