Ter um animal de estimação não só afasta a solidão, como também ajuda a melhorar a saúde. Está mais do que bem documentado pela ciência que a presença dos pets no dia a dia tem a capacidade de reduzir a pressão arterial, a frequência cardíaca e a ansiedade em seus proprietários, além de elevar os níveis de hormônios relacionados ao bem-estar, como a serotonina e a oxitocina, melhorando a qualidade de vida.
Prova disso é que diversos hospitais do mundo inteiro e alguns no Brasil, inclusive, já liberam visitas desses animais a pacientes internados pelos efeitos positivos que os bichos exercem na cura de doenças.
Outra curiosidade é que os benefícios à saúde parecem não se restringir somente às pessoas. De acordo com um estudo feito pela empresa Purina, nos Estados Unidos, o contato humano com os animais também gera interferências positivas neles. Basta apenas alguns minutos de carinho e afagos para que as taxas cardíacas dos animais diminuam e eles se sintam mais calmos.
A seguir, pelo menos 7 motivos para você ter um animal de estimação em casa ou continuar tendo um:
1- Os bichos de estimação ajudam a controlar a pressão arterial
Ter um animal de estimação pode ajudá-lo a controlar sua pressão sanguínea. Um estudo realizado pela Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, com 240 casais, observou que donos de animais apresentam pressão arterial e taxas cardíacas mais baixas em repouso em comparação com pessoas que não tem um animal de estimação.
2- Diminuem as taxas de colesterol
Diversos estudos apontam que quem têm animais de estimação tende a ter melhores níveis de colesterol e triglicerídeos, em comparação com quem não tem. A razão para isso ainda não é conhecida pela ciência. Porém, acredita-se que isso pode estar relacionado, em parte, ao estilo de vida mais ativo quando se tem animais de estimação.
3- Diminuem o risco cardiovascular
Níveis mais baixos de colesterol, pressão arterial e estresse promovidos pelo convívio com os bichos de estimação diminuem o risco de doenças cardiovasculares. Essa é a conclusão da American Heart Association.
Em 2013, a instituição americana analisou inúmeros estudos sobre os efeitos da presença dos pets no risco de doenças cardiovasculares e concluiu que ter um amigo peludo, particularmente um cão, está associado a uma redução no risco dessas doenças e aumento da sobrevida entre pessoas com problemas no coração.
4- Diminuem o estresse e melhoram o humor
Apenas alguns minutos com um cachorro ou um gato para se sentir mais calmo e menos estressado. Isso porque o corpo passa por mudanças físicas que alteram o humor. O nível de cortisol, o hormônio do estresse, diminui. E hormônios como a serotonina, a prolactina e a oxitocina, relacionados à sensação de bem-estar, sobem.
5- Melhoram a depressão
O amor incondicional do animal de estimação pode ajudar a lidar com a depressão. Uma revisão de estudos da British Psychological Society descobriu que cães promovem bem-estar terapêutico e psicológico, particularmente por diminuirem os níveis de estresse e aumentarem a auto-estima, além de promoverem sentimentos de autonomia e competência em seus donos. Além disso, a presença calmante dos animais é poderosa, pois ajuda a desviar os pensamentos negativos que uma pessoa deprimida é propensa a ter.
6- Podem prevenir alergias em crianças
Um estudo realizado pela Universidade de Wisconsin-Madison mostra que crianças que crescem em uma casa com cães ou gatos são menos propensas a desenvolver alergias. O mesmo ocorre em crianças que vivem em uma fazenda, com animais maiores. A explicação é que elas acabam desenvolvendo um sistema imunológico mais forte, o que as mantêm mais saudáveis à medida que crescem.
7 – Ajudam a ficar em forma Se você tem um cachorro, provavelmente você é mais ativo do que alguém que não possui um. Uma caminhada diária de 30 minutos com seu cãozinho, por exemplo, é suficiente para atender os níveis diários de atividades físicas recomendados pela Organização Mundial da Saúde.
Fonte: Painel.Programa Saúde Ativa  –
. Clique nas imagens para ampliar.